16 de outubro

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
25/07/17 às 9h48 - Atualizado em 27/07/17 às 10h24

Solenidade de Inauguração e Assuncão de Comando do Batalhão de Motopatrulhamento Tático – BMT

COMPARTILHAR

A imagem pode conter: motocicleta e texto

A Polícia Militar do Distrito Federal oficializará o mais novo formato de atendimento motociclístico à população. A solenidade de inauguração e assunção do comando do Batalhão de Motopatrulhamento Tático – BMT – acontecerá no dia 27 de julho às 14h na sede do 11° Batalhão da Polícia Militar, localizado na QR 203 – AE S/N em Samambaia Norte. A exemplo de outros Estados que já implantaram Batalhões de Motos, a motocicleta apresenta grande ostensividade nas ruas. De acordo com o comandante do BMT, capitão Arantes, a vantagem é a capacidade de locomoção e autuação operacional nos locais de difícil acesso e com aglomerações de pessoas. Ele garante que outro aspecto relevante é “o baixo custo de aquisição e manutenção das motocicletas”. Por fim, o capitão completa “o BMT proporcionará a aplicação de doutrina operacional para todos os motociclistas da PMDF”. 

O batalhão surgiu da unificação do GTAM (Grupo Tático em Ações Motociclísticas) – BPChoque, do Raio – ROTAM – e de alguns policiais motociclistas do GTM (Grupo Tático Motociclístico) das Unidades Operacionais. A recém-criada Unidade policial é subordinada ao Comando de Missões Especiais – CME e está localizado no 11° BPM, em Samambaia. As equipes são formadas por cinco policiais em quatro motocicletas com a atribuição de executar o motopatrulhamento tático. Atuações como busca e apreensões em grandes eventos, escoltas táticas, apoio e intensificação às unidades operacionais fazem parte da rotina desses policiais. 

Segundo o comandante capitão Arantes, os motociclistas exercem outras funções essenciais, sobretudo na prevenção de acidentes por meio da educação. “Outra atribuição do BMT é a capacidade de atuar como Unidade de Encargo de Ensino na PMDF, ao qual pode ministrar instruções, treinamentos e cursos destinados ao motopatrulhamento para os policiais, co-irmãs e instituições de trânsito, além de socorros urgentes”. O capitão assegura que o serviço prestado à sociedade envolve uma série de ações e análise preestabelecidas “os motociclistas atuam nas imediações das estações do metrô e parada de ônibus, estabelecimentos de ensino e comerciais nos locais e horários previamente estabelecidos pela análise criminal da PMDF”.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros