27 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
5/05/23 às 19h54 - Atualizado em 5/05/23 às 19h54

Revitalização retirou 60 toneladas de lixo na QR 408 de Samambaia

COMPARTILHAR

Nesta sexta-feira (5), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) entregou mais uma área restaurada, com lixão eliminado pelo projeto De Cara Nova. A ação foi feita na Quadra 408 de Samambaia. O projeto é realizado por parcerias entre órgãos do governo.

O espaço na Quadra 408 de Samambaia, ao lado da Escola Classe, agora está amplo e com mudas de árvores e plantas ornamentais espalhadas. Do local, antes um ponto de descarte irregular, foram retiradas mais de 60 toneladas de resíduos | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

A área, que antes era um ponto de descarte irregular, agora está amplo e com mudas de árvores e plantas ornamentais espalhadas. O espaço fica ao lado da Escola Classe 408 e próximo a um papa-lixo, localizado na Quadra 608. Mais de 60 toneladas de resíduos foram retiradas do local, onde era feita uma coleta por semana, com seis caminhões trucados com capacidade de carga para 12 m³ cada.

Jorge Conceição, de 68 anos, mora perto de onde ficava o antigo lixão. O aposentado se disse satisfeito com a nova área, contando que sua neta, quando viu o muro pintado, adorou os desenhos.

 

O morador Jorge Conceição contou que a sua neta adorou os desenhos pintados no muro

“Isso aqui era uma imundície sem tamanho. Assim que faziam a limpeza, o pessoal já sujava de novo. A gente tinha medo de denunciar os carroceiros, que jogavam entulho aqui. Mas, depois que fizeram esse trabalho, ficou excelente. Estão de parabéns. Agora é só conservar”, completou.


Trabalho coletivo

O administrador regional de Samambaia, Marcos Leite, manifestou que pretende expandir o trabalho para outras quadras, alertando dos perigos que o acúmulo do lixo traz e pedindo a colaboração da população.

O administrador de Samambaia Marcos Leite quer expandir a ação para outras quadras e pede a colaboração da população

“Com esse lixo vem baratas, ratos, escorpiões, doenças, inunda quando chove… e quem sofre são os moradores. Mas o poder público está presente”, observou. O administrador ainda advertiu os carroceiros,  que coletavam entulhos nas casas e descartavam em áreas proibidas.

“Quero pedir para que não façam isso. A multa é pesada, tanto para o carroceiro quanto para o morador que o solicita. Temos aqui na 608 o papa-entulho. Vamos deixar nossa cidade limpa e bonita”, ressaltou Leite.

De acordo com Everaldo Araújo, subcoordenador regional Oeste do SLU, a punição por descarte irregular gera multa de R$ 2 a R$ 22 mil. “Nós temos uma equipe de mobilização que sai de casa em casa fazendo esse alerta e orientando o horário e dia de coleta”, lembrou.

 

Mais áreas renovadas
A iniciativa De Cara Nova tem o objetivo de extinguir os maiores pontos de descarte irregular e tem circulado em todo o DF. De janeiro de 2023 até o início de maio, o projeto já retirou quase 4 mil toneladas de entulho de lixões espalhados pela cidade.

Sete regiões administrativas já receberam a ação e outras estão no roteiro. O próximo ponto a ser restaurado está programado ainda para este mês, no Riacho Fundo II.

Sílvio Pereira, diretor-presidente do SLU, pede a colaboração e considera que a população deve estar sempre atenta para denunciar o “sujão”

“Infelizmente, ainda temos nas cidades muitos pontos de lixo que chamamos de pontos viciados. O objetivo do Governo do Distrito Federal, juntamente com o SLU, foi criar esse projeto, onde a gente tira todos esses resíduos, restos de obras, móveis velhos, podas de árvores e outras coisas mais que são jogadas e plantamos árvores, deixando tudo renovado e bonito para a população”, explicou o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

O diretor-presidente pediu ainda que a população esteja sempre atenta, colaborando com o SLU. “Quando o ponto está limpo, a gente pensa até que o sujão fica constrangido de jogar lixo numa área tão limpa e tão bonita. Denuncie o sujão!”, acentuou.

De acordo com Vieira, não há necessidade de carroceiros ou qualquer outro cidadão jogar o seu entulho nessas áreas verdes, visto que ele deve se dirigir ao papa entulho mais próximo de sua casa, que pode ser pesquisado neste link no site do SLU.

 

Texto: Jak Spies, da Agência Brasília | Edição: Saulo Moreno

Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Mapa do site Dúvidas frequentes